20

Sugestão: Músicas Portuguesas – Parte 4

Mariza – Primavera

“E condenaram-me a tanto
Viver comigo meu pranto
Viver, viver e sem ti
Vivendo sem no entanto
Eu me esquecer desse encanto
Que nesse dia perdi”

Miguel Araújo e Inês Viterbo – Balada Astral 

“E eu que pensava
Que ia só comprar pão
E tu que pensavas
Que ias só passear o cão
A salvo da conspiração

Cruzámos caminhos
Tropeçámos no olhar
E o pão nesse dia
Ficou por comprar”

Mundo Cão – Ordena que te Ame

“Entrei no teu jogo, Como um Louco
Fui ingénuo e tu tão fatal

Joguei-me todo e foi tão pouco
O amor é o teu instinto mais cruel

Enquanto te sigo melhor me faço o teu troféu

Entrei no teu jogo como um louco
Eu sou o teu escravo mais leal

Ordena que te ame
E odeia quando falho
mas usa, abusa de mim
e eu serei feliz até ao fim”

Clã – Problema de Expressão

“O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe,
Como o mar está do céu.

E é tão difícil dizer amor,
É bem melhor dizê-lo a cantar.
Por isso esta noite, fiz esta canção,
Para resolver o meu problema de expressão,
Pra ficar mais perto, bem mais de perto.
Ficar mais perto, bem mais de perto.”

Miguel Gameiro – Já Não Canto Essa Canção

“Levaste o meu futuro contigo

Como se eu fosse um passado qualquer

Levaste-me a estrada e o caminho

Onde eu me queria perder

(…)

Mas neste quarto em silêncio

Eu já não te espero mais”

José Cid – O Pintor Não Morreu

“Na minha última viagem,

Deitem as cinzas ao mar.

E avisem os meus amigos

Que se embebedem por mim.

Na caixa onde me levam

Que seja feita com telas

Que os meus olhos inspirem sublimes aguarelas.

(…)

Na minha última viagem,

Gritem para o céu:

«Viva à sua obra, o pintor não morreu».”

sjdnklxakijd