34

Feliz Ano Novo

Feliz ano novo

“No ano passado…

Já repararam como é bom dizer “o ano passado”? É como quem já tivesse atravessado um rio, deixando tudo na outra margem…Tudo sim, tudo mesmo! Porque, embora nesse “tudo” se incluam algumas ilusões, a alma está leve, livre, numa extraordinária sensação de alívio, como só se poderiam sentir as almas desencarnadas. Mas no ano passado, como eu ia dizendo, ou mais precisamente, no último dia do ano passado deparei com um despacho da Associeted Press em que, depois de anunciado como se comemoraria nos diversos países da Europa a chegada do Ano Novo, informava-se o seguinte, que bem merece um parágrafo à parte:

“Na Itália, quando soarem os sinos à meia-noite, todo o mundo atirará pelas janelas as panelas velhas e os vasos rachados”.

Óptimo! O meu ímpeto, modesto mas sincero, foi atirar-me eu próprio pela janela, tendo apenas no bolso, à guisa de explicação para as autoridades, um recorte do referido despacho. Mas seria levar muito longe uma simples metáfora, aliás praticamente irrealizável, porque resido num andar térreo. E, por outro lado, metáforas a gente não faz para a Polícia, que só quer saber de coisas concretas. Metáforas são para aproveitar em versos…

Atirei-me, pois, metaforicamente, pela janela do tricentésimo-sexagésimo-quinto andar do ano passado.
Morri? Não. Ressuscitei. Que isto da passagem de um ano para outro é um corriqueiro fenómeno de morte e ressurreição – morte do ano velho e sua ressurreição como ano novo, morte da nossa vida velha para uma vida nova.”

Mario Quintana

sjdnklxakijd

Anúncios
71

O blog está de cara nova

“Ano Novo, vida nova.”

E com 2015 quase quase a chegar, senti-me obrigada a dar um novo visual ao blog. E aqui está o resultado.

A principal novidade no meio disto tudo é o espaço ”Sobre Ti”. Neste espaço podes falar um pouco sobre ti e deixar o link do teu blog, não só para eu ver, mas para todos os outros verem. Desta forma, poderemos nos conhecer um pouco mais e conhecer novos blogs.

 Espero que gostem tanto como eu da nova cara do meu blog.

sjdnklxakijd

22

Joe Cocker

Este é daqueles artistas que unem gerações. E, pessoalmente, tenho a dizer que me traz imensas memórias boas. Portanto, sabe sempre bem ouvir mais uma vez e outra e outra:

 

Joe Cocker – You Can Leave Your Hat On

“You give me a reason to live”

Joe Cocker – A Woman Loves a Man

“When a woman loves a man
A woman loves a man
She does what she can do
He does the best he can

And I look into her eyes
When the world is out of hand
And I’m so happy”

Joe Cocker – I Put a Spell On You

“If you don’t want me
I’m yours right now

You hear me
I put a spell on you”

Joe Cocker – You’re So Beautiful

“You’re everything I hope for
You’re everything I need
You are so beautiful to me”

Joe Cocker – Unchain My Heart

“I’m under your spell

Like a man in a trance
But I know damn well
That I don’t stand a chance

So unchain my heart
Let me go my way”

Dois meses de Alucinações da Alma (2)

39

Reflexão: Teoria do Eterno Retorno

“E se, um dia ou uma noite, um demónio se esgueirasse na tua mais solitária solidão e te dissesse: «Nesta vida, assim como tu vives agora e como a viveste, terás de vivê-la ainda uma vez e ainda inúmeras vezes: e não haverá nela nada de novo, cada dor e cada prazer e cada pensamento e suspiro e tudo o que há de indivisivelmente pequeno e de grande na tua vida há de te retornar, e tudo na mesma ordem e sequência – e do mesmo modo esta aranha e este luar entre as árvores, e do mesmo modo este instante e eu próprio. A eterna ampulheta da existência será sempre virada outra vez, e tu com ela, poeirinha da poeira!». Não te lançarias ao chão e rangerias os dentes e amaldiçoarias o demónio que te falasse assim? Ou viveste alguma vez um instante descomunal, em que lhe responderias: «Tu és um deus e nunca ouvi nada mais divino!» Se esse pensamento adquirisse poder sobre ti, assim como tu és, ele te transformaria e talvez te triturasse a pergunta diante de tudo e de cada coisa: «Quero isto ainda uma vez e inúmeras vezes?» pesaria como o mais pesado dos pesos sobre o teu agir! Ou, então, como terias de ficar de bem contigo e mesmo com a vida, para não desejar nada mais do que essa última, eterna confirmação e chancela?”

Friedrich Nietzsche, “A Gaia Ciência”

50

Feliz Natal

Feliz

Desejo a todos vocês que vão estando aqui, neste espaço, mais ou menos presentes, um excelente Natal, que aproveitem para estar com aqueles que mais amam neste mundo, porque a nossa estadia é curta e todos os momentos são poucos para lembrar aos outros o quão especial eles são para nós. Portanto, aproveito este momento, para vos agradecer. Estes quase dois meses de blog têm sido bem melhores com a vossa presença, com os vossos posts nos vossos blogs, que vou tentando acompanhar, com as pequenas conversas que trocamos que muitas vezes dão um pouco de alegria ao quotidiano.

Façam isso também. Agradeçam, perdoem, abracem, peçam desculpa,… Este deve ser um dia de reflexão, com o intuito de nos enchermos de doçura para com os outros e tentar guardar essa doçura num pote qualquer dentro de nós para utilizar repetidamente sempre que a oportunidade surgir.

Feliz Natal para todos nós! 🙂

_ _ _ _ _

Para aqueles que somente nas memórias encontro, especialmente para vocês que partiram há 3 anos:

“Sei que não estás aqui neste plano onde vivo. (…) Mas sei que onde quer que estejas tu lembraste de mim, e eu sempre me lembrarei de ti. Sei também que não me escutas, quem me dera que uma vez por outra me escutasses, mas mesmo assim digo-te que sinto saudades de ti e que neste Natal, mesmo que tu estejas distante, eu desejo-te umas boas festas”

G-Islier