Sugestão: Músicas Portuguesas – Parte 3

B Fachada – Contramão

“Estamos nisto há meia vida

E continuamos a tentar.

Meu amor, nós já não vamos lá chegar,
O melhor é nem se quer querer entender,
Também vês que só nos estamos a afundar,
A esperar o que não está para acontecer…

(…)

Se o tempo chove em toda a gente e até quem ama
Se vê metido nesta puta maldição;
É que gostarmos um do outro só não chega,
Que temos ambos mau feitio ninguém nega,
Mas já se passou mais um ano e nós ainda em contramão.”

Trovante – Memórias de um Beijo

“Quem disse
Que há horas e momentos p´ra se amar

(…)

As memórias são
Como livros escondidos no pó
As lembranças são
Os sorrisos que queremos rever, devagar

Queria viver tudo numa noite
Sem perder a procurar

(…)

Quem foi, que matou o desejo
E arrancou o lábio ao beijo
E amainou os vendavais”

Delfins – Um Lugar ao Sol

“Entrar no jogo a perder

Para procurar um lugar
um lugar ao sol sempre teu
sei que é um sonho e não pertence a mais ninguém

(…)

Não pares de lutar
agarra o dia ao nascer
há uma batalha a travar
que só tu podes vencer.”

Jorge Palma – Dá-me Lume

“O vinho não era bom,
A banda não tinha tom,
Mas tu fizeste a noite apetecer.
Mandaste a minha solidão embora,
Iluminaste o pavilhão da aurora,
Com o teu passo inseguro e o paraíso no teu olhar.

Eu fiquei louco por ti,
Logo rejuvenesci,
Não podia falhar!

(…)

Se eu fosse compositor
Compunha em teu louvor
Um hino triunfal
Se eu fosse crítico de arte
Havia de declarar-te
Obra prima à escala mundial
Mas eu não passo de um homem vulgar
Que teve a sorte de saborear
Esse teu passo inseguro e o paraíso no teu olhar”

Mafalda Veiga – Restolho

“Mas é preciso morrer e nascer de novo
semear no pó e voltar a colher
há que ser trigo, depois ser restolho
há que penar para aprender a viver

e a vida não é existir sem mais nada
a vida não é dia sim, dia não
é feita em cada entrega alucinada
prá receber daquilo que aumenta o coração”

Madredeus – O Pastor

“Ao largo
ainda arde
a barca
da fantasia
e o meu sonho acaba tarde
acordar é que eu não queria.”

tempo de blog1

Anúncios

23 thoughts on “Sugestão: Músicas Portuguesas – Parte 3

  1. Olá, pepezinhaaa !

    Desculpa lá … mas para a vida ser bela…

    És musa de beleza sem limites
    Permites que o poeta em mim não cesse
    Consentes ao oculto aparecer
    No tudo que ofereces quando existes

    Beleza assim de musa tal qual trazes
    Arrebata o tonto olhar de quem avista
    E arrisca ter a vida
    Por um fio
    Mas perco-me num assobio
    Porque a vida é dela

    És musa de beleza sem limites
    Permites que o poeta em mim não cesse
    Consentes ao oculto aparecer
    No tudo que ofereces quando insistes
    Em me inspirar

    Aquilo que o teu silêncio explica
    O destino traz para mim em labaredas
    Veredas
    Onde somes da visão
    Descompassam o coração
    Mas a vida é bela.

    Liked by 1 person

  2. começou bem… mas depois entrou assim meio em queda para voltar a erguer-se no final. 🙂 – é sempre bom ouvir coisas na língua de Camões. E viva o cante alentejano…

    Gostar

    • Que inveja com que me deixas, infelizmente ainda não vi nenhum.
      Pessoalmente o meu favorito é mesmo B Fachada. Tinha no carro e passava o tempo todo a ouvir. É tão à parte.
      Fico feliz que tenhas gostado, e que revejas num futuro próximo estes dois Artistas. 😀
      Beijocas*

      Liked by 1 person

  3. Agora imagine você, eu um descendente egípcio casado com uma italiana que adora feijoada, rssss, e eu desde pequenino morava ao lado de um Clube que chamava-se Recreativo Português ao qual meu pai e mão participaram da direção do mesmo pela amizade que havia no lugarejo antes pequeno bairro com grande influencia portuguesa. Cresci com meus amigos todos filhos de portugueses e dançávamos no Clube as músicas Folclóricas no Grupo Tricanas de Coimbra. Sim sei e danço muito bem o Vira, ora pôs, rssss.
    Mas crescendo e mantendo contato com alguns amigos ai de Portugal fui conhecendo a nova geração de músicos e Madredeus foi um dos primeiros mas fui amando cada qual que fui ouvindo e dentre eles posso citar, Marcia, Mesa e tatos outros que ainda não coloquei na lista.
    Segue então o link de algumas que pesquei e gosto de ouvi-las.

    Atravesso o grande mar e deixo a todos um grande abraço desde lado de cá. 😉

    Liked by 1 person

    • Como é fascinante essa interligação cultural.E muito enriquecedor.
      Dançar é daquelas coisas que mal sei fazer, seja que tipo for. Tenho uma amiga que desde pequena que andava no rancho e cheguei a ir vê-la bastas vezes.
      Muito obrigada pela partilha, só boa música. Apenas tenho a dizer que a música da Márcia – que eu gosto bastante – está presente na parte 1 das sugestões de músicas portuguesas. 😀
      Beijocas e um abraço apertado *

      Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s